linkedin

Com mais de 29 milhões de usuários no Brasil, o LinkedIn concentra uma parcela significativa das pessoas responsáveis por girar a economia brasileira. Somente em cargos de gestão em vendas, há cerca de 200 mil pessoas em território brasileiro ativas na rede social. Não é por acaso que a plataforma tem se mostrado cada vez mais relevante não apenas para pessoas que buscam se recolocar no mercado de trabalho, mas também para fomentar negócios. Sabendo disso, publicamos uma reportagem especial sobre como usar essa ferramenta a favor de suas vendas na edição de julho de 2016 da VendaMais. A seguir, relembramos um trecho dela. Confira!

LinkedIn na prática

Valquíria Garske, diretora da consultoria Futuremark Inteligência Comercial, conta que começou a usar o LinkedIn porque precisava de novos meios para chegar aos altos executivos das organizações, tarefa que sempre foi complexa pelas estratégias usadas até então. “O LinkedIn nos ajudou a identificar os executivos e a chegar a eles mais rapidamente, pois nem sempre os intermediários entendiam nossos serviços. Era comum que fôssemos remetidos a pessoas inadequadas que atrasavam muito a negociação”, recorda.

Para aprimorar seus resultados, Valquíria tem uma conta premium, que permite enviar mensagens a quem não faz parte de sua rede, fazer pesquisas de forma mais abrangente e assertiva, criar um painel para monitorar e interagir com prospects, dentre outras funções. “Criamos um perfil forte em meu nome para o departamento comercial adicionar pessoas e interagir. É ali que concentramos todas as publicações e fazemos os contatos. Fazemos marketing de relacionamento com a base, mandando mensagens de aniversário, dando parabéns por um novo emprego ou troca de cargo e assim por diante. Temos, ainda, uma mensagem de boas-vindas padrão, para todos que aceitam nosso convite, em que já pedimos autorização para colocar seu e-mail em nossa base. E, a partir daí, começamos o relacionamento comercial”, explica.

Clique aqui e volte acessar a VendaMais -> VendaMais.com.br